Calculo da revisão da vida toda

Cálculo da revisão da vida toda: como funciona

Vamos tratar neste texto sobre uma recente decisão do STF que viabiliza a revisão dos aposentados e pensionistas do INSS: o cálculo da revisão da vida toda.

Se você está com pressa e quer saber logo se tem direito à revisão, então clique AQUI. Se quer mais informações, então continue a sua leitura.


É comum as aposentadorias perderem o seu poder de compra com o passar dos anos. Sempre se ouve aquela afirmação: “me aposentei com 7 salários-mínimos, mas agora recebo apenas 2”. Então, como melhorar sua aposentadoria?

Por algumas, isso acaba ocorrendo. É inevitável. Uma hora a aposentadoria não valerá a mesma coisa que valia quando foi concedida.

No entanto, existem possibilidades de se melhorar a aposentadoria. No direito previdenciário, vez ou outra surge uma tese de revisão. Isso é fruto do trabalho de advogados e outros operadores do direito, que estudam as leis e encontram interpretações que se constituem em direitos dos aposentados e pensionistas.

Temos uma quantidade significativa de teses de revisão para melhorar a aposentadoria. Não temos como tratar sobre todas aqui, então vamos focar em uma bem interessante e que está sendo bem comentada: a revisão da vida toda.

O cálculo da revisão da vida toda pode aumentar substancialmente o valor do seu benefício mensal.

Esses nomes de teses de ações são engraçados. Na tentativa de se popularizar a ação, ela ganha um nome. De qualquer forma, a ideia da revisão da vida toda é ampliar o período de cálculo utilizado para compor o valor das aposentadorias.

Deseja saber se tem direito à revisão? Então clique AQUI.


Como funciona a revisão da vida toda?

Quando você pediu a sua aposentadoria, o cálculo levou em consideração apenas os salários posteriores a julho de 1994. Os salários anteriores foram desconsiderados. Por isso a importância do cálculo da revisão da vida toda.


Mas por que isso ocorreu?

Porque foi em 07/1994 que o Plano Real se efetivou e a economia se estabilizou. Daí que se presumiu serem os salários posteriores a 07/1994 mais vantajosos para os segurados. Por isso a lei determinou que o cálculo da aposentadoria utilizasse apenas os salários posteriores a essa data.

Mas com o cálculo da revisão da vida toda é possível ver se haverá vantagem coma revisão. Para saber mais sobre o cálculo, clique AQUI.

Acontece que muitos aposentados perderam com isso

E esse pode ser o seu caso. Para saber mais, clique AQUI.

Se você começar a puxar pela memória e lembrar que o seu salário “valia mais” antes de 07/1994, ou seja, que o seu padrão de vida era melhor naquele período, então é o caso de buscar mais informações sobre o cálculo da sua aposentadoria, para saber se cabe o cálculo da revisão da vida toda.

Se você foi bancário ou empregado público, essa é uma pista de que você possa ter direito à revisão da vida toda e melhorar a aposentadoria. Mas, de qualquer forma, será necessário o cálculo da revisão da vida toda antes de qualquer coisa.


Como saber se tem o direito

Você deve ter cuidado para pedir a revisão. Antes disso, é necessário fazer o cálculo da revisão da vida toda, incluir os salários anteriores a julho/1994, para verificar se realmente vai melhorar a aposentadoria com a revisão. Caso contrário, você vai perder tempo e dinheiro.

Portanto, tem que primeiro fazer o cálculo da revisão da vida toda e planejar a possibilidade de pedir a revisão.

Para fazer a simulação clique AQUI.


O cálculo da Revisão da Vida Toda

  • Ter acesso ao MEU INSS (para acessar, clique AQUI);
  • Estar aposentado(a) ou ser pensionista do INSS.

Apenas com isso é possível fazer o cálculo da revisão da vida toda.

Se você tiver dúvidas de como fazer o cálculo para verificar a possibilidade de revisão para melhorar a aposentadoria, nós podemos te ajudar, basta clicar AQUI.

Como pedir a revisão?

Feito o cálculo da revisão da vida toda e constatado que você terá uma aposentadoria ou pensão mais gorda com a revisão, então é o caso de entrar com uma ação judicial.

Essa é a única maneira de pedir a revisão e melhorar a aposentadoria, pois o INSS não aceita esse tipo de pedido.

Você pode cobrar as diferenças, entre a aposentadoria atual e a aposentadoria revisada, dos últimos 05 anos. Dependendo do seu caso, o valor pode superar cinco dígitos.

Portanto, é o caso de avaliar e ter uma noção do seu caso, para poder decidir se vai ou não entrar com essa ação.

Para realizar o cálculo da revisão da vida toda: clique AQUI.


Conclusão

O cálculo da revisão da vida toda é uma saída para você que se questiona em como melhorar sua aposentadoria, que perdeu seu valor durante o tempo.

Você precisa fazer o cálculo antes de qualquer coisa e ver se realmente terá vantagem ao incluir os salários anteriores a julho/1994. Constatado o direito, é o caso de entrar com a ação.

Obrigado por ler esse texto. Sempre queremos trazer conteúdos exclusivos e interessantes, que possam lhe ajudar de alguma forma.

Quer conversar com a gente sobre esse o que tratamos aqui ou qualquer outro assunto, então escreva um comentário ou clique AQUI e fale conosco.

Autor: Pedro Nicolazzi OAB/SC 38.817
Advogado especialista em direito previdenciário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *